RTKPOST - Iniciando

Bom dia,

Quero iniciar alguns tópicos a respeito do RTKPOST, para entender melhor o funcionamento do Software e seus parâmetros de processamento.

Inicialmente gostaria de saber se há influência da localização dos arquivos, por exemplo, se eu tenho os arquivos (base e rover) em um servidor de acesso pela rede, e executo o programa em outro computador. Já percebi que há aumento no tempo de processamento. Mas pode haver influência nos resultados?

O ideal é ter todos os arquivos na mesma pasta? Base, Rover, Resultados…?

Outra questão, é quanto ao uso das efemérides, quando realmente fará a diferença usar ou não?

Bom dia!

Como o processamento depende dos dados que o senhor obteve em campo, o local onde o programa vai buscá-lo não interfere nos resultados. Ou seja, mais importa a qualidade do arquivo bruto que o senhor coletou em campo que o local de armazenamento deste arquivo.

Porém, se eles estiverem na mesma pasta, no mesmo disco rígido, consequentemente o processamento será mais rápido, pois o RTKPOST não precisará ficar navegando entre diferentes locais de armazenamento para buscar os arquivos a serem processados.

As efemérides finais, que são mais acuradas, são disponibilizadas em média 15 dias após os dados brutos. Porém, com o uso do próprio dado bruto das estações de base já se consegue uma precisão centimétrica (milimétrica com maior acúmulo de dados e tamanho da linha de base) que atende as necessidades de uso, mesmo no caso do Georreferenciamento de Imóveis Rurais no INCRA, falando do Brasil, especificamente.

Ou seja, a não ser que precise de alta qualidade final de processamento e resultados mais finos, as efemérides se tornam opcionais.

Complementando, quando os arquivos, no seu caso, estão em locais de rede, a taxa de transferência é menor, esta taxa limita a velocidade de processamento do RTKLIB. Porém isto será percebido em arquivos grandes, quando for arquivos pequenos, não deverá notar essa diferença!