O PPP - IBGE não encontrou um arquivo RINEX de Observação válido

Queridxs, boa noite.

Depois de um dia de levantamento de campo, ao processar o arquivo UBX no PPP do IBGE, recebi essa mensagem. Alguém tem uma ideia do que pode estar errado?

Att.,

Leandro

Boa noite, vc gravou o arquivo rinex 2.11

Bom dia Britopimenta,

Eu gravei UBX no Raw Data. Vou fazer diferente hoje. Vou gravar em Rinex 3.0 no Raw data. Será que terei o mesmo problema?

Bom dia!

@ledoliveira o IBGE aceita apenas a versão do RINEX 2. A versão 3 ainda não é suportada.

@ledoliveira o IBGE não aceita o formato UBX, aceita apenas o RINEX que descrevi acima.

Vou mandar algumas imagens do aplicativo RTKCONV, que pode ser achado na documentação da Emlid para pós-processamento. Siga essa configuração na conversão que não terá erro.

Se quiser colocar a altura na conversão, o PPP irá reconhecer automaticamente. Se for o RS2 coloque apenas a altura do bastão ou do receptor no tripé até a base da antena, pois o IBGE já considera o offset com o modelo de antena EML_REACH_RS2.

Para o RS+, se usou o adaptador, é a altura do bastão ou do receptor no tripé até a base da antena + 0,0865m. Ainda não há modelo de antena disponibilizado para este receptor.

Fonte das duas últimas imagens: Artigo Placing the base, que ensina como instalar uma base com receptor Emlid.

Recomendo fortemente a leitura da documentação da Emlid, principalmente a que está em inglês, muito completa. Tem a em Português também, porém muito defasada.

Olá em relação ao processamento para o IBGE, não é necessário marcar as opções Galileo ou BeiDou já que o IBGE só processa as constelações GPS e Glonass de acordo com estas informações disponíveis no próprio site do IBGE.

Além da altura da Antena em Ant Delta H/E/N, insira na primeira caixa de diálogo (da esquerda para a direita) em Maker Name/#/Type o nome do marco na hora da conversão, isso facilita pois insere o nome do mesmo no arquivo gerado pelo PPP e também nos softwares de pós processamento.

Na questão dos satélites R26 e R27, não é mais necessário marcar estes satélites pois eles já foram desativados do sistema Glonass, é possível analisar os satélites disponíveis pelo site da Trimble o GNSS Planning, além de outras opções de monitoramento e previsão de posicionamento e qualidade de sinal dos satélites.

Em Frequências, não é necessário deixar todas elas atvadas, no caso do RS2 deixe só as opções L1, L2 e L5/L3 e no caso do RS+ deixe só L1.

Estas informações são extremamente importantes para quem utiliza a versão do RTKLib disponível no site oficial da ferramenta

Pedro e demais colegas,

Muito obrigado pelas informações. Vou olhar com calma e tentar esses procedimentos que apontaram. Resumo da opera: Inverti para arquivo Rinex 3.0 o raw data da base e ao final de 8h de trabalho o arquivo superou os 25mb suportados pelo IBGE. Estou agora com um arquivo de 40mb. Mais um problema. Alguma solução pra isso?

Use o 7zip que vai xomprimir e vai ficar bem abaixo dos 25 MB. Aceito pelo ibge

Mas ibge aceita só rinex 2.11